PERNAMBUCOPRESOS POR DESVIO DE VERBAS PARA VÍTIMAS DE ENCHENTES SÃO SOLTOS

O Tribunal Federal da 5ª Região negou o pedido do Ministério Público e da Polícia Federal pela prorrogação da prisão temporária dos presos investigados na Operação Torrentes, que investiga desvios que podem chegar a até 30% de contratos que totalizam R$ 450 milhões para compra de colchões, filtros de água e comida para flagelados de enchentes na Mata Sul de Pernambuco neste ano e em 2010. Com isso, 13 dos 15 presos estão sendo soltos nesta terça-feira (14). Ainda não há informação sobre o 15º preso, o empresário Daniel Pereira da Costa Lucas. Ele não está na decisão emitida pelo TRF da 5ª Região. (Fonte: G1)