CRUZEIROPOSSE DE WAGNER PIRES DE SÁ FICA MARCADA POR DISCURSOS DIVERGENTES

Não foi na cerimônia de posse na presidência do Cruzeiro, no Cine Theatro Brasil, que Wagner Pires de Sá anunciou reforços. O sucessor de Gilvan de Pinho Tavares, aliás, preferiu não entrar em detalhes acerca do tema, para, segundo ele, “não inflacionar o mercado”. Houve, claro, menções a alguns nomes. Wagner confirmou, de maneira superficial, que o lateral-direito Edílson, do Grêmio, interessa ao clube. Também mostrou otimismo com a possibilidade de contratar o volante Bruno Silva, do Botafogo, e falou a respeito de Fernandão, atacante do Fenerbahçe. Outros assuntos, contudo, chamaram mais atenção. Como a entrevista do senador Zezé Perrella, novo presidente do Conselho Deliberativo. Na coletiva à imprensa, que durou cerca de 10 minutos, Perrella não poupou críticas à gestão financeira de Gilvan de Pinho Tavares nos últimos seis anos. Segundo ele, o Cruzeiro fechará 2017 com uma dívida geral de quase R$ 400 milhões. (Fonte: Superesportes)
,