Jornal da Manhã

A época mais aguardada do ano finalmente chegou. É hora de preparar as malas para uma mais que merecida viagem de férias, tempo de descansar e repor as energias para iniciar um novo ano renovado! Mas se por um lado as pessoas devem aproveitar o período para relaxar, deixando para trás as preocupações rotineiras, por outro, não podem descuidar da segurança residencial, não é mesmo? Afinal de contas, é exatamente durante as férias de fim de ano, quando grande parte das famílias viaja, deixando seus imóveis vazios, que os arrombadores aproveitam para agir com maior liberdade. Melhor se prevenir, não acha? Pois foi pensando em ajudá-lo a manter a segurança nas férias que preparamos este post. Então confira nossas dicas:

Planeje as entregas

Da mesma forma que você cuida da sua viagem, comprando passagens, revisando o carro, preparando o roteiro e reservando o hotel, deve também preparar a casa para sua ausência. E as primeiras providências tomadas devem ser pedir a interrupção da entrega de quaisquer jornais ou revistas e/ou encarregar uma pessoa de sua confiança para recolher a correspondência, de preferência todo dia. Afinal, caixas de correio cheias e periódicos espalhados pela entrada do imóvel são excelentes indicativos de que a casa está vazia, servindo quase que como um convite para os invasores.

Desligue a campainha

Uma tática simples, mas muito usada por arrombadores é acionar a campainha em horários diferentes, a fim de verificar se o imóvel está mesmo vazio. Quando ouvem o sinal do lado de fora em várias ocasiões e percebem que ninguém atende em nenhum momento, aproveitam para realizar o roubo. Mas deixar de dar essa confirmação é igualmente simples: basta desligar a campainha! Assim você se beneficia da dúvida do bandido, que, sem ouvir o ruído, prefere não agir, acreditando que o sinal possa não ser alto o suficiente para ser escutado do lado de fora.

Transfira as ligações fixas

Outra estratégia bastante adotada pelos ladrões é ligar para o imóvel em vários horários, a fim de se certificarem da ausência dos moradores. Mas o melhor é que nesse caso a solução também é simples! Para evitar que o telefone toque incessantemente sem ser atendido, redirecione as chamadas do seu número fixo para o celular, atendendo as chamadas de onde estiver!

Tome cuidado com as luzes

A tática pra lá de comum de deixar algumas luzes sempre acesas dentro do imóvel pode, na verdade, surtir um efeito contrário ao desejado, acabando por servir de chamariz para os bandidos. Até porque, percebendo que as lâmpadas estão acesas dia e noite, não fica difícil deduzir que a casa está vazia. Dê preferência, portanto, ao uso de temporizadores, que são capazes de ligar e desligar a iluminação em horários determinados, simulando assim a presença de alguém na residência.

Evite fazer alarde sobre a viagem

Um dos grandes prazeres envolvidos na preparação de uma viagem é poder contar para os amigos, não é verdade? Mas atenção: certifique-se de que não está alardeando sua saída próximo a pessoas desconhecidas, como em locais públicos, por exemplo. Não se esqueça que uma das estratégias dos bandidos é manter os ouvidos sempre atentos para tudo o que se passa à sua volta, procurando por oportunidades para agirem.

No momento da saída não coloque as malas na rua para carregar o carro ou o Táxi. O carregamento deve ser feito de forma rápida e organizado de forma a não chamar atenção.

Se for chamar um Táxi, trabalhe com pessoas ou empresas de confiança de forma a não criar alarde com pessoas desconhecidas. Não passe informações ao motorista sobre a viagem e período de ausência.

Conte com a vizinhança

Por razões óbvias, seu vizinho de lado é uma pessoa que pode ajudar bastante na manutenção da segurança da sua residência enquanto você viaja. É sempre oportuno, portanto, manter uma boa relação com ele, que pode se tornar aquela pessoa de confiança de que você precisa para recolher sua correspondência e, ainda, tomar outras medidas de vigilância, mantendo atenção constante sobre tudo o que se passa na casa.

Crie um movimento na casa

Deixe as chaves da casa com uma pessoa de sua total confiança e peça a ela que, de tempos em tempos, simplesmente visite o imóvel, só mesmo para criar uma movimentação, abrindo portas e janelas, regando jardins e marcando presença. Aliás, vale ressaltar que os jardins também podem se tornar ótimos sinais de ausência para os bandidos, especialmente quando ficam sem irrigação por vários dias seguidos. Lembre-se disso na hora do planejamento!

Confira portas e janelas

Um ladrão bem-sucedido é aquele que não se rende facilmente diante da primeira dificuldade. Ele vai verificar porta por porta e janela por janela até encontrar uma que esteja mais vulnerável. Por isso, confira tanto as trancas como as dobradiças, a fim de identificar possíveis defeitos que facilitem a entrada de alguém. Achando uma falha, não custa nada consertar antes de colocar o pé na estrada!

Guarde valores em outros locais

Joias, dinheiro e outros pertences de valor não devem ficar guardados no imóvel vazio, afinal, mesmo que você tome todos os cuidados, a invasão é sempre possível. Então simplesmente não dê a oportunidade para que os bandidos tenham a vantagem de encontrar bens de grande valor na sua casa, mantendo-os em algum outro local enquanto descansa.

Use sistemas de segurança eletrônica e automação

Equipamentos de alarme e de monitoramento remoto da residência, com câmeras e sensores de presença instalados, em conjunto com cercas e concertinas, criam enormes dificuldades para a ação dos ladrões. Contudo, para que eles tenham eficiência no funcionamento, é preciso que tudo esteja em ordem. Antes de viajar certifique-se que todo o sistema esteja funcionando e se for o caso solicite a manutenção à empresa responsável.

Para a empresa de alarme, certifique-se que todos os telefones cadastrados estão atualizados. Se for o caso, forneça o telefone de onde estará para a empresa de segurança garantindo que seja encontrado no caso de emergência. Caso isso não seja possível, deixe cadastrado um telefone de um parente ou amigo que não irá viajar para que o mesmo possa ser acionado no caso de disparo de alarme.

Com o advento da Internet e dos smartphones ficou muito prático monitorar as imagens da câmeras instaladas na sua casa de qualquer lugar do mundo. Isso ajuda bastante no processo de monitoramento da residência e facilita a identificação no caso de qualquer problema.

É importante, portanto, manter a vizinhança informada sobre o sistema de funcionamento do seu alarme. Mais do que isso, prefira adquirir equipamentos e contratar serviços de uma empresa do segmento de segurança que tenha idoneidade e seja reconhecida por ter sua capacidade técnica comprovada. O investimento certamente vale a pena!

Preste atenção com os saques em dinheiro

Se for sacar dinheiro para viagem fique muito atento e prefira fazer isso em shopping centers ou locais fechados. Fique bastante atento ao retornar a residência e sair do banco e verifique se não está sendo seguido. Na dúvida dirija-se a um local público de grande movimento ou acione a Policia Militar.

Desligue as tomadas

Por fim, é bom salientar que não são só os ladrões que representam riscos para a segurança da sua residência quando você está fora, viu? Equipamentos elétricos e eletrônicos ligados às tomadas podem entrar em curto no caso de uma alteração na rede elétrica – como a que pode ser provocada por um raio, por exemplo. Nesse caso, incêndios podem ser iniciados sem que haja a presença de uma pessoa para atuar no local. Aliás, para a prevenção de incêndios você também pode instalar sistemas de alarme com sensor de fumaça e monitoramento remoto, normalmente bastante eficientes.

Aster.com | Foto: Internet