MB News

OS PRÉ-CANDIDATOS | MICHEL TEMER, RODRIGO MAIA E HENRIQUE MEIRELLES. O Brasil está saindo da crise. Segundo todos os levantamentos a maior da nossa história. A economia está se recuperando, o violência está em níveis alarmantes, o investimento começa a voltar, o povo começa a sonhar. Mas, é tempo de eleição presidencial. Os olhos do mundo estarão voltados para o Brasil. Após essa longa, dolorosa e cruel recessão, não podemos nos dar ao luxo de aventuras. Todos nós devemos entender o nosso lugar na história.Assim sendo, alguns personagens terão destaque nesta eleição de forma positiva ou negativa.

MICHEL TEMER

O presidente Michel Temer será personagem importante nesta eleição. Ele está fazendo uma boa transição entre o caos e a reorganização do país. Mas, para o bem do pais, não deve se aventurar numa eleição.  A vaidade ou a insensatez de participar do pleito seria uma tragédia. Governo de transição é governo de transição.

RODRIGO MAIA

O Presidente da Câmara Rodrigo Maia teve papel relevante em todo processo de transição. Tem futuro. Mas, também, não deve, agora, entregar-se a aventura de terminar entre os piores do momento e terminar agora a sua carreira política. Ele teve e, com, humildade, ainda poderá ter papel relevante na história do país. Poderá ajudar o país outra vez como Presidente da Câmara

HENRIQUE MEIRELLES.

O Ministro da Fazenda Henrique Meirellles é o nome do momento. Já por duas vezes ajudou muito o Brasil. Primeiro como Presidente do Banco Central. Segundo como Ministro da Fazenda. E, agora, está muito mais maduro. Sabe que é a sua vez. Não vai aceitar ser moeda de troca. E, de alguma forma vai viabilizar a sua candidatura.

 

Enfim, se instituições fossem organizações únicas, E a análise do MDB, PSD, DEM fossem baseadas em melhor currículo. Ela seria rápida. Henrique possui o melhor currículo. Uma aliança destes três partidos seria o melhor dos cenários para uma eleição rápida, devastadora e sem chances para a esquerda. Seria excelente para o Brasil.

Que de alguma forma, esses partidos e seus líderes tenham um grande “crise” de bom sendo. E tomem, nos próximos trinta dias uma decisão inteligente a favor do Brasil e do seu sofrido povo.