Saúde em Foco

Comia compulsivamente e depois tomava laxante e diurético para eliminar a comida e a culpa”. O relações públicas Thiago Oliveira, 33 anos, sofreu por quase dois anos com a bulimia. O problema de Thiago começou de maneira silenciosa após o término do relacionamento e a perda do emprego. “Toda refeição que fazia era seguida de arrependimento e desgaste”. Ele conta que não tinha rotina para se alimentar e a comida trazia primeiro felicidade, depois gerava  tristeza, ansiedade e frustração.“Teve um dia que comi muito, vomitei e fui correr no parque. Treinei sem parar por duas horas, desmaiei e acordei em uma ambulância”, conta Thiago, que demorou alguns meses para perceber que estava doente. Depois de desabafar com uma amiga, ele resolveu procurar ajuda. Expôs o problema à família e fez tratamento com psicólogos e nutricionistas(OUL).