Polícia

Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157, foi condenado na tarde desta terça-feira (24) a 32 anos de prisão por tráfico, associação ao tráfico e corrupção ativa. Rogério foi preso no dia 6 de dezembro.

Na condenação da juíza Alessandra Bilac, da 40ª Vara Criminal, o texto lembra que, de acordo com a denúncia, no período entre outubro de 2013 e maio de 2014, Rogério e José Carlos de Souza, conhecido como Gênio, eram os responsáveis pelo tráfico de drogas em diversos bairros da cidade do Rio de Janeiro, em especial no complexo das favelas da Maré, Serrinha, Vila Aliança e Dendê, na Zona Norte do Rio. Gênio foi condenado a seis anos e oito meses de prisão, e está foragido.

Após a prisão de Antônio Bonfim Lopes, o “Nem”, Rogério teria assumido o comando do tráfico na comunidade da Rocinha, Zona Sul do Rio. Ele está preso, por outros crimes, na penitenciária federal de Porto Velho, em Rondônia.