Política

Em entrevista à imprensa em São Paulo, o candidato do PT a presidente disse que todos os auxílios que extrapolam o teto constitucional terão que ser cortados.

 

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, afirmou nesta quarta-feira (10) que pretende fazer uma reforma na previdência “cortando privilégios” de quem recebe acima do teto.

 

Haddad deu a declaração em hotel de São Paulo após participar de reunião com governadores que declaram apoio à sua candidatura.