Mundo

A mais alta corte britânica decidiu, nesta quarta-feira, 10, que a recusa de uma padaria em fazer um bolo com a cobertura de um slogan em prol do casamento gay não foi discriminatória em uma decisão condenada pelo cliente, um ativista dos direitos gays, mas festejada pelo principal partido conservador da província.

A padaria Ashers Baking, de Belfast (Irlanda do Norte), foi considerada culpada por discriminação em 2015 por se recusar a fazer um bolo para um cliente com as palavras: “Apoie o casamento gay”, por conta das crenças cristãs de seu dono.