Política

O Partido dos Trabalhadores  divulgou um comunicado afirmando que as reservas financeiras “esgotaram-se” na campanha eleitoral e que a legenda vai adotar medidas de ajuste nas contas e regras de compliance para controle interno e externo.

A presidente nacional do partido, Gleisi Hoffmann, e o tesoureiro do PT, Emidio de Souza, informaram suspensão de viagens e hospedagens de dirigentes e funcionários até o fim de janeiro, revisão da folha de pagamento, redução de contratos e de aluguéis.