Economia

Os últimos índices oficiais de preços foram recebidos com estranheza pelo presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), João Sanzovo Neto.

Depois de vários meses com a inflação sob controle, em agosto e novembro houve um fenômeno raro no dicionário econômico brasileiro: deflação. “Temos grandes desafios pela frente. O desemprego ainda é um dos maiores deles, e está afetando diretamente o poder de compra do brasileiro”, disse o executivo.

“O ano de 2018 começou com muitas expectativas para o setor, mas com um grande desafio na ativação de consumo da população, que ainda segue receosa quanto aos gastos, mesmo após a crise”, destaca.