Polícia

A Justiça negou o pedido de prisão domiciliar que a defesa de Cristiana Brittes havia feito. Ela é uma das rés no processo que investiga a morte do jogador Daniel, cujo corpo foi encontrado em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, no dia 27 de outubro.Cristiana responde pelos crimes de homicídio qualificado por motivo torpe, coação do curso de processo, fraude processual e corrupção de menor. Ao todo, são sete réus na ação pena(G1).