Polícia

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) denunciou nesta terça-feira (18) os três policiais mineiros e outras quatro pessoas do estado envolvidas no tiroteio com os policiais de São Paulo em Juiz de Fora, no mês de outubro.

 

Para os promotores, o grupo de Minas Gerais armou uma emboscada para roubar os dólares que os empresários de São Paulo levaram para negociar na cidade mineira. No desfecho da negociação, houve um tiroteio e duas pessoas morreram.

 

Além disso, todos foram denunciados pelos crimes de latrocínio – roubo seguido de morte, organização criminosa, lavagem de dinheiro e fraude processual.