Brasil

A apresentadora americana Bray Payton, de 26 anos, que ficou conhecida após dar um depoimento contra à vacinação, morreu de gripe H1N1, agravada por um quadro de meningite. A jovem era editora da revista digital The Federalist, de viés conservador.

De acordo com a CNN, a jornalista foi encontrada “inconsciente, mas respirando” por uma amiga. Ela foi levada para o hospital e chegou a ficar em coma por 24 horas, mas infelizmente veio a óbito no dia 28 de dezembro. Após a realização de uma tomografia computadorizada, os médicos diagnosticaram o quadro de H1N1 e meningite.