VARIEDADES

Poucas moedas na história do capitalismo – provavelmente nenhuma – tiveram uma ascensão e queda tão vertiginosas quanto o bitcoin. Em janeiro de 2017, a criptomoeda valia R$ 3 mil no mercado brasileiro. No final daquele ano, quando a euforia atraiu milhões de investidores, sua cotação se aproximou dos R$ 65 mil. Ontem, estava sendo negociada a R$ 14,9 mil. Em todo o ano de 2018, o bitcoin acumulou perdas de 73% após autoridades americanas passarem a investigar supostas fraudes e irregularidades do setor. O que estaria acontecendo com a moeda virtual mais badalada do mundo? Diante de um declínio tão rápido, muitos investidores começaram a questionar o futuro da moeda(Estado de minas).