Brasil

A Polícia Civil do Distrito Federal investiga o caso de um menino de 12 anos que ficou mais de uma semana trancado à disposição de um suposto ritual religioso.

O garoto estava com a mãe e ficou mais de quinze dias sem ir à escola, então o pai percebeu que havia algo errado e foi procurar o garoto que estava em uma fazenda no centro espírita.

Entre os rituais o garoto relata que batiam em sua cabeça, davam banhos gelados e já chegou a ficar mais de dez horas sem comer, ele conta que nos próximos passos seria abusado sexualmente.

O caso está sendo apurado pela polícia do distrito federal.