Brasil

Os quatro servidores municipais de Guaratuba, no litoral do Paraná, que usaram câmeras de monitoramento para espiar mulheres voltaram a trabalhar.

Eles estavam afastados desde o fim de novembro, quando o caso veio à tona, e retornaram às atividades na terça-feira (8). Contudo, para funções diferentes. Até o momento, as novas funções não tinham sido informadas. Na época do ocorrido, eles atuavam no setor de monitoramento.