Economia

O fundo soberano da Noruega, o maior do mundo e sustentado com petrodólares, vai abandonar as empresas de petróleo para reduzir a exposição do país escandinavo ao combustível, anunciou o governo norueguês nesta sexta-feira.A decisão foi determinada por razões econômicas, e não ambientais, mas a saída de um investidor avaliado em mais de um trilhão de dólares pode ser interpretada como um duro golpe contra as energias fósseis poluentes (AFP).