Nossa Gente

Essas coisas não aconteciam no Brasil.” A fala do vice-presidente, general Hamilton Mourão, horas depois do massacre na escola de Suzano, demonstrou a preocupação de autoridades brasileiras de que casos de atiradores em escolas, comuns nos Estados Unidos, estejam se tornando cada vez mais frequentes por aqui.O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, manifestou o mesmo receio e disse que esse tipo de violência “não faz parte de nossa cultura (Estado de minas).