Mundo

O Grupo de Lima divulgou uma nota oficial, no encerramento de reunião hoje (16), em Santiago do Chile, em que reconhece que a Venezuela vive “uma crise humanitária, política, econômica e moral, gerada pelo regime ilegítimo e ditatorial de Nicolás Maduro, que constitui uma ameaça para a paz e a segurança internacionais, com efeitos regionais e globais (Agência Brasil).