Política

A família do ex-presidente peruano Pedro Pablo Kuczynski criticou como “uma sentença de morte” e uma “tortura” a ordem de prisão preventiva de 36 meses contra seu pai, alegando sua idade avançada e problemas de saúde.”Uma detenção preventiva de 36 meses para um homem que tem quase 81 anos com problemas cardíacos é praticamente uma sentença de morte. Ele não merece passar por essa tortura”, disse Alex Kuczynski, lendo um comunicado na porta de sua casa, ao lado de sua irmã Carolina e seu tio Miguel Kuczynski (AFP).