Mundo

O crescimento das aplicações de softwares para o reconhecimento facial começa a enfrentar obstáculos de ordem jurídica. A primeira cidade a acenar para a sua proibição é justamente São Francisco, na Califórnia, reconhecida como principal polo tecnológico dos Estados Unidos. Nesta semana, a Câmara dos Servidores ordenou que todo projeto para o uso da ferramenta seja previamente autorizado por ela. Solicitou, ainda, a realização de auditorias para os usos que já vem sendo feitos (UOL).