Política

Os suíços vão votar no domingo um referendo para decidir se respaldam a lei do governo destinada a endurecer a compra e posse de armas, para se adaptar à legislação europeia, ou dão razão aos praticantes de tiro esportivo, que se opõem por sentir que ameaça sua atividade.O alerta do governo é claro: uma rejeição à lei excluiria a Suíça – que não é membro da União Europeia (UE) – dos acordos europeus de Schengen e de Dublin, “a não ser que todos os Estados da UE e a Comissão Europeia aceitem olhar para o outro lado (Agência Brasil).