Polícia

Após a professora de português Debora Tereza Correa, 43 anos, ter sido a 13ª vítima de feminicídio no Distrito Federal, servidores da Secretaria de Educação (SEDF) realizam um ato contra a violência. A vítima foi assassinada a tiros na sede da Coordenação Regional de Ensino do Plano Piloto e Cruzeiro, na 511 Norte, onde ocorre a manifestação. O crime aconteceu na manhã de segunda-feira (21/5), quando o ex-namorado da mulher Sergio Murilo dos Santos, 51, entrou armado no local. Ele matou Debora e, em seguida, tirou a própria vida. Conforme apuração do Correio, Debora e Sergio se relacionaram em 2017 (correio Braziliense).