Mundo

Centenas de pessoas protestaram na segunda-feira (20) contra a cobrança de pedágios nas estradas de Lima construídas em concessão pelas empresas brasileiras Odebrecht e OAS, protagonistas de um mega escândalo de corrupção que atingiu quatro ex-presidentes e outras autoridades peruanas.”Esses pedágios são frutos da corrupção, reclamamos o cancelamento da concessão” das vias, disse o prefeito de Lurín, Jorge Marticorena, enquanto liderava um protesto neste distrito rural (AFP).