Economia

O atraso do Congresso Nacional em aprovar um crédito suplementar de R$ 248,9 bilhões para honrar despesas com benefícios assistenciais, previdenciários, subsídios agrícolas e o Bolsa Família levou o Tribunal de Contas da União (TCU) a emitir um alerta sobre a situação.A corte de contas chama a atenção do Executivo e do Congresso para o risco de a não aprovação do crédito “comprometer a execução das programações orçamentárias indicadas como condicionadas na Lei Orçamentária Anual de 2019”. O tribunal está preocupado com a possibilidade de calote em beneficiários de programas sociais e de aposentadorias (Estado de minas).