Mundo

Mais de 150 milhões de pessoas conseguem acesso à energia elétrica a cada ano, o que reduz o número de indivíduos que vivem sem energia elétrica, mas isto não é suficiente para cumprir com as metas globais, afirma um relatório divulgado nesta quarta-feira.Além disso, os esforços para reduzir a poluição do processamento de alimentos e para promover a energia renovável para a calefação e o transporte também estão muito abaixo das metas estabelecidas pelas nações em 2015, indica o relatório elaborado pelo Banco Mundial e outros organismos internacionais (AFP).