Economia

A Petrobras confirmou nesta sexta-feira, 14, que algumas unidades operacionais da empresa no País não tiveram troca de turnos dos empregados, devido aos protestos contra a reforma da Previdência e cortes na educação. Sem dar números, a estatal explicou que já tomou todas as medidas para manter o funcionamento das suas operações.

“A companhia tomou todas as medidas para garantir a continuidade da produção de petróleo e gás, o processamento em suas refinarias, bem como o abastecimento do mercado de derivados e as condições de segurança dos trabalhadores e das instalações”, disse em nota ( Fonte : Estado de Minas ).