Polícia

A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta terça-feira, 18, a segunda fase da Operação Reboot, que apura irregularidades em licitação da Secretaria de Saúde de Marília (SP) para aquisição de 450 tablets com verbas oriundas do Ministério da Saúde.

De acordo com a PF, a concorrência pública aconteceu em 2016 e há indícios de que os valores dos dispositivos foram superfaturados. Agentes cumprem três mandados de busca e apreensão expedidos pela 3ª Vara Federal de Marília, dois deles na cidade do interior paulista e um no município de Cotia, na Grande São Paulo (Fonte: Estado de Minas ).