Economia

Com o inverno, aumenta a busca por alimentos que resultam em refeições quentes, como sopa e caldo, elevando o valor dos ingredientes desses pratos. Cenoura, maxixe e milho, por exemplo, subiram até 100%. Por outro lado, a redução das chuvas e a queda de temperatura, típicos da estação, provocam baixa no consumo e no valor de folhagens.

O clima sempre impacta no preço final dos produtos, ressalta o diretor do Sindicato do Comércio varejista de carnes frescas, gêneros alimentícios, frutas, verduras, flores e plantas do DF Sindigêneros.

(Fonte:Correio Braziliense)