Polícia

Um policial militar ambiental foi preso em Dourados (MS), acusado de matar um homemdurante uma sessão de cinema do filme “Homem Aranha – Longe de Casa” na tarde desta segunda-feira, 8. Em depoimento à polícia, Dijavan dos Santos alegou que ele e o filho de dez anos foram agredidos pelo bioquímico Julio César Cerveira Filho.

Segundo a polícia, a arma usada pelo acusado não possui registro e foi apreendida com 12 munições. A prima da vítima diz que o homem estava acompanhado da filha e da esposa na sessão de cinema e que ambas estão abaladas psicologicamente, por isso, ainda não prestaram depoimento.

(Fonte:Estado de Minas)