VARIEDADES

fornecimento de lanches por funerárias de Belo Horizonte a pessoas que contraram velórios vem causando polêmica. O serviço é proibido nos cemitérios municipais, mas, mesmo assim, empresas vêm ignorando a lei e fornecendo alimentos que são transportados nos furgões onde são levados os corpos.

Prova disso é que autuações da administração municipal vêm aumentando. O Sindicato das Empresas Funerárias e Congeneres do Estado de Minas Gerais (Sindinef) afirma que a prática está suspensa, mas que algumas funerárias podem não ter acatado a determinação. Pondera, porém, que o serviço não é cobrado e foi criado para amparar as famílias que perderam os entes queridos e que fazem a despedida no período noturno, quando as lanchonetes já não estão mais abertas no local.

(Fonte:Estado de Minas)