Política

A economia escanteou o ministro da Justiça, Sérgio Moro. O presidente Jair Bolsonaro até tenta blindá-lo, mas não convence. Na sexta-feira, fez afagos, mantendo-o ao lado em declarações à imprensa e em uma cerimônia militar, e desconversou sobre a declaração dada na quinta-feira, de que daria uma “segurada” no pacote anticrime.

No entanto, ficou nítido que os gestos não sustentam o fortalecimento de Moro no sábado, quando o governo afirmou que enviará ao Congresso nas próximas semanas uma proposta de capitalização na Previdência.

( Fonte: Estado de Minas )