Brasil

O presidente Jair Bolsonaro permanece com sonda nasogástrica e com alimentação exclusivamente por via endovenosa, no quarto dia de recuperação após ter passado por uma cirurgia para correção de hérnia, o que pode prorrogar o período de afastamento dele do exercício do cargo, informaram médicos e o porta-voz da Presidência nesta quinta-feira.

“Se nós identificarmos, a partir das análises da equipe médica, algum inconveniente para que o senhor presidente da República exerça o seu cargo com efetividade, eficiência e eficácia, nós vamos entender, naturalmente, que pode haver uma postergação”, disse a jornalistas o porta-voz Otávio Rêgo Barros em entrevista no hospital em São Paulo, acrescentando que, por ora, não há planejamento nesse sentido.

Fonte: Reuters