Brasil

O governo irá anunciar um desbloqueio de 12,459 bilhões de reais em despesas discricionárias, espaço aberto por mais impostos e dividendos previstos para este ano, além de menor expectativa para despesas com pessoal, disse à Reuters uma fonte da equipe econômica nesta quinta-feira.

Em condição de anonimato, a fonte afirmou que os dados serão conhecidos na sexta-feira, data de divulgação do relatório de receitas e despesas do quarto bimestre. De um lado, o governo aumentará em 6,459 bilhões de reais as receitas líquidas calculadas para 2019. Para a Receita Federal, a estimativa será de uma arrecadação mais alta em 8,3 bilhões de reais no ano. Em outra frente, a perspectiva para recebimento de dividendos de empresas públicas subirá 7,6 bilhões de reais. Esses movimentos mais do que compensarão os reveses previstos, por exemplo, com receita mais modesta com concessões (-8,4 bilhões de reais) e com exploração de recursos naturais (-1,1 bilhão de reais). (Reuters)