MB Notícias

São Paulo – Uma hidrelétrica controlada pelos governos do Brasil e da França é acusada de matar 80 mil peixes na Amazônia. Durante o enchimento do reservatório da hidrelétrica, toda a vegetação do local escolhido para abrigá-lo deixou de ser removida pela concessionária e essa grande quantidade de biomassa começou a se decompor dentro d’água. “O que a gente acaba assistindo muitas vezes é que aquilo que é escrito, assinado e acordado não é cumprido, então nós não temos muitas vezes capacidade técnica”, explica o professor. Desde setembro, o Ministério Público Federal busca a suspensão da licença de operação concedida pelo governo estadual para a operação da hidrelétrica por entender, assim como o MP estadual, que existe responsabilidade da concessionária sobre a mortes dos peixes, além de apontar diversas inviabilidades da usina sob o ponto de vista ambiental. Confira a entrevista na Rádio Brasil Atual

( Fonte: Rede Brasil Atual )