Política

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira que as mortes cometidas pela polícia durante operações, os chamados autos de resistência, são uma prova de que as forças de segurança estão fazendo o seu trabalho, e defendeu que a legislação seja modificada para que os agentes não tenham medo de executar sua função.

O presidente afirmou, durante cerimônia de lançamento da campanha sobre projeto anticrime compilado pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, que o “ativismo” em alguns órgãos da Justiça busca cada vez mais transformar os autos de resistência em execução. “Queremos mudar a legislação para que a lei seja temida pelos marginais, não pelo cidadão de bem”, afirmou.