Economia

A Caixa segue em sua ofensiva jurídica contra a Odebrecht. A instituição, comandada por Pedro Guimarães, é credora em R$ 5 bilhões no processo de recuperação judicial do conglomerado, que listou R$ 98,5 bilhões em dívidas.

Ontem, o banco apresentou na 1ª Vara de Falências de São Paulo objeção ao plano de recuperação registrado pelo grupo em agosto e pediu a falência do conglomerado. Para o pedido de falência, a Caixa alega que a Odebrecht não apresentou as explicações que solicitou para a consolidação de um plano único para dívidas de 21 holdings e subholdings em um único processo e, portanto, com uma saída conjunta. O banco diverge desse modelo.

(Fonte: Valor PRO)