Jornal da Cidade

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, pediu nesta quarta-feira ao procurador-geral da República, Augusto Aras, a abertura de inquérito para investigar a citação feita ao nome do presidente Jair Bolsonaro em apuração sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco.

O pedido de Moro veio horas depois de o presidente Jair Bolsonaro ter reagido à reportagem do Jornal Nacional, da TV Globo, afirmando que o porteiro do condomínio de Bolsonaro no Rio disse em depoimento que Élcio Queiroz, um dos suspeitos da morte de Marielle, entrou no local dizendo que iria à casa do então deputado. Queiroz, no entanto, foi para a residência do ex-policial Ronnie Lessa, acusado de ser autor dos disparos que mataram a vereadora do PSOL e seu motorista, Anderson Gomes, em março do ano passado, segundo a reportagem.

(Fonte: Reuters)