Minas Gerais

Os deputados estaduais votam hoje, em primeiro turno, o projeto que pode assegurar o pagamento do 13º salário dos servidores públicos de Minas Gerais. Ontem, após a Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária da Assembleia Legislativa de Minas (ALMG) aprovar parecer sobre o texto, o projeto ficou liberado para ir ao plenário da Casa.

O governo de Minas pretende receber pelo menos R$ 4 bilhões com a venda antecipada de recursos da exploração do nióbio. A expectativa de deputados, tanto da oposição quanto da base governista na Assembleia, é votar o projeto em segundo turno na primeira semana de dezembro. Ontem, durante a votação na comissão, o relator do projeto, deputado Hely Tarquínio (PV), admitiu que o governo não apresentou todas as dúvidas relacionadas à antecipação dos recursos arrecadados pela Codemig com a exploração do nióbio, mas que devido à situação crítica vivida pelo funcionalismo nos últimos anos o acordo na Assembleia buscou acelerar a tramitação para garantir uma receita aos cofres estaduais o mais rápido possível.

Fonte: UAI