MB News

Uma equipe da Agência Nacional de Mineração (ANM) vai vistoriar, nesta terça-feira, as barragens de mineração na área de Congonhas, Região Central de Minas. Na noite passada, um tremor de terra de magnitude 3,2 na Escala Richter assustou a população, que já vive apreensiva por causa da Barragem Casa de Pedra, da CSN, considerada uma das maiores em área urbana. Muitos moradores saíram de casa às pressas. A CSN disse que o abalo sísmico “não causou nenhuma anomalia na estrutura da barragem”.

O tenente-coronel Flávio Godinho, coordenador adjunto de Defesa Civil de Minas Gerais, está na cidade desde a madrugada. “Fizemos todos os contatos com a empresa CSN e com a Vale, com a área de geotecnia das duas empresas. As duas confirmaram que perceberam o abalo sísmico. No primeiro momento, o Observatório Sismológico de Brasília apontou como Ouro Preto o epicentro e depois, com a nova leitura, como Belo Vale, que está bem mais próxima de Congonhas”, informou.

Fonte: Estado de Minas