MB News

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta terça-feira o pacote anticrime e ainda projeto que retoma a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância, conferindo vitórias, ainda que parciais, ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, neste fim dos trabalhos legislativos.

Ministro mais bem avaliado do governo, segundo pesquisa Datafolha divulgada no fim de semana, Moro recebeu dos senadores da CCJ a aprovação célere das propostas, que, mesmo modificadas durante a discussão no Congresso, chegam mais perto do final de sua tramitação. Formalmente recebido pelo Senado nesta terça, o pacote anticrime foi rapidamente incluído na pauta da CCJ e votado. Ao longo do ano, a Câmara vinha discutindo o projeto, elaborado a partir de sugestões do então ministro da Justiça Alexandre de Moraes, hoje ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), e de Moro.

Fonte: Reuters