MB News

A China vai reduzir no próximo ano tarifas sobre produtos que vão de carne suína congelada e abacate a alguns tipos de semicondutores, conforme o país busca aumentar as importações em meio à desaceleração da economia e à guerra comercial com os Estados Unidos.

No próximo ano, a China vai implementar tarifas de importação temporárias, mais baixas do que as taxas para os países mais favorecidos, sobre mais de 850 produtos, disse o Ministério das Finanças nesta segunda-feira. Isso em comparação a 706 produtos que foram taxados de forma temporária em 2019. As mudanças foram adotadas para “aumentar as importações de produtos que enfrentam uma relativa escassez doméstica, ou produtos especiais estrangeiros para o consumo diário”, explicou o ministério em comunicado em seu site. China e Estados Unidos amenizaram sua guerra comercial neste mês ao anunciarem a fase 1 de um acordo que vai reduzir algumas tarifas dos EUA em troca de mais compras chinesas de produtos agrícolas norte-americanos e outros.

Fonte: Reuters