Mundo

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, afirmou nesta quarta-feira (8) que Rússia e Turquia classificam o assassinato do general iraniano Qassem Soleimani como uma medida ilegal dos EUA.

Em 3 de janeiro, Soleimani foi morto em um ataque de drone dos Estados Unidos no Aeroporto Internacional de Bagdá, no Iraque. Washington afirma que o general iraniano foi morto porque planejava uma ação terrorista contra os Estados Unidos. Já Teerã nega a afirmação e considera o assassinato um ato de terrorismo. (Sputnik)