Brasil

Subiu para cinco o número de pessoas que morreram com suspeita de intoxicação por dietilenoglicol. A polícia investiga a ligação dos casos com o consumo da cerveja Belorizontina, da Backer, na qual a substância foi encontrada.

A TV Alterosa apurou que a vítima foi identificada como João Roberto Borges, de 74 anos. Ele era advogado e juiz titular da 28ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte. Borges estava internado no Hospital Madre Teresa, no Bairro Gutierrez, Região Oeste de Belo Horizonte. A assessoria de imprensa do hospital confirmou a morte do paciente, “vítima de intoxicação por dietilenoglicol”. (Estado de Minas)