Jornal da Manhã

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, decretou “quarentena total” a partir da 0h desta sexta-feira (20) para combater a transmissão do novo coronavírus. A restrição praticamente completa na circulação de pessoas valerá até 31 de março. O decreto do presidente argentino estabelecerá que ninguém poderá sair de casa a não ser para ir às farmácias e comprar comida. Quem descumprir a regra poderá ser detido por “delito contra a saúde pública”.

De acordo com a imprensa argentina, as Forças Armadas e as polícias poderão fazer o patrulhamento para certificar se as pessoas estão respeitando as restrições na circulação.A Argentina registrava, até a última atualização desta reportagem, 128 casos confirmados de Covid-19. A doença matou três pessoas no país sul-americano.

Fonte: G1