Jornal da Manhã

Um ano e dois meses após o rompimento da Barragem B1 da Mina Córrego do Feijão, a cidade de Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, vive uma tragédia que parece não ter fim. E o novo drama tem nome: coronavírus. O município tem 24 casos notificados, sendo 13 nas últimas 24 horas e um em estado grave. Por causa da pandemia, bombeiros precisaram suspender as buscas por vítimas, missas e celebrações religiosas não têm mais abraços, e, o ato de homenagem aos atingidos, que é realizado todo dia 25, será feito pela primeira vez virtualmente.

A Secretaria Municipal de Saúde acompanha os infectados pelo COVID19 diariamente fazendo ligações telefônicas. A vítima que precisou de internação é um homem de 72 anos, cardiopata, morador de Mário Campos. Ele foi atendido na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Brumadinho. No último domingo, o idoso foi transferido em estado grave para o Hospital Regional de Betim, onde permanece recebendo os cuidados médicos.

Fonte: Estado de Minas