Jornal da Manhã

Para ajudar os pequenos negócios a superarem o momento de incertezas econômicas, causado pela pandemia do novo Coronavírus, o Sebrae Minas disponibilizou, por meio de seus canais digitais e centrais de atendimentos, especialistas para prestarem orientações de forma remota. Além disso, o Sebrae preparou algumas dicas que podem contribuir para amenizar os reflexos da crise.

 De acordo com o gerente da regional Noroeste e Alto Paranaíba do Sebrae Minas, Marcos Alves, mesmo com a suspensão dos atendimentos presenciais, o Sebrae continuará à disposição dos empresários de micro e pequenas empresas. O Sebrae está de prontidão para atender os empresários em nossos outros canais e ajudá-los a buscarem soluções nesse momento tão difícil para todos.

 

Confira cinco dicas do Sebrae para minimizar os efeitos da crise:

 

1º Uso de Mídia Sociais

Em tempos de isolamento social, os donos de pequenos negócios precisam usar as ferramentas digitais para chegar até o público. Uma solução rápida e de baixo custo é investir na criação de perfis da empesa nas principais mídias sociais (Instagram e Facebook).

 2º Plataformas de vendas online

Caso a sua empresa ainda não conte com ferramentas de venda online, avalie qual das diferentes plataformas disponíveis no mercado mais se adequa às suas necessidades e aproveite para implementar o serviço de e-commerce.

 3º Aplicativos de Delivery

No segmento de alimentação, a adesão dos bares e restaurantes aos aplicativos de delivery se tornou praticamente uma necessidade em meio à crise provocada pelo Coronavírus. Se você ainda tinha alguma resistência a esse modelo, essa é a hora de repensar sua estratégia.

 4º Avalie seus custos

É fundamental que o empreendedor conheça profundamente os custos da sua empresa e seja capaz de avaliar quais são os gastos imprescindíveis para manter o negócio operando. Em um contexto de queda do faturamento, é preciso priorizar o que é realmente fundamental e cortar ou reduzir os demais custos.

 5º Negocie com seus fornecedores

Com a queda do faturamento, você vai precisar negociar com seus fornecedores um melhor prazo para cumprir seus compromissos. Essa negociação pode trazer o fôlego necessário para manter em dia aqueles gastos e despesas que não podem ser adiados.

Fonte: Sebrae/MG