Manhã

As práticas de prevenção, afastamento social e ações adotadas em Belo Horizonte garantiram até agora, segundo dados oficiais, uma situação de controle sobre a pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2) e menos danos ante as demais capitais brasileiras.

Segundo dados do Ministério da Saúde e das secretarias municipais e estaduais da área, compilados pela reportagem do Estado de Minas, BH é a penúltima em volume de casos comparados à sua população, de 2,5 milhões, apresentando uma taxa de 21,7 diagnósticos confirmados da COVID-19 por 100 mil habitantes (entre as 50 cidades com mais casos do Brasil). O índice só perde para o de Curitiba, que é de 20,9 por 100 mil habitantes (confira a tabela). As ações refletem também na mortalidade de doentes, que faz de BH a quarta capital com menos óbitos entre os que adoeceram, com uma taxa de 2%, acima apenas de Porto Velho (1,7%), Florianópolis (1,6%) e Boa Vista (0,8%).

Fonte: Estado de Minas