Manhã

No próximo sábado, as atenções do governo mineiro e de lideranças do funcionalismo estadual estarão voltadas para Brasília. Mais precisamente, para o Senado, onde está agendada votação remota, às 16h, em sessão extraordinária, do projeto que prevê a compensação a estados e municípios pela perda de arrecadação em razão da pandemia de coronavírus.

Em entrevistas recentes, secretários estaduais e o próprio governador Romeu Zema (Novo) têm reiterado registros de queda brusca na arrecadação do Estado, após a chegada da Covid-19 e o acionamento de medidas de distanciamento social. E dito que a única garantia para pagamento de salários e outras despesas do governo seria a aprovação do projeto, já aprovado na Câmara dois Deputados.

Fonte: Hoje em Dia