MB News

Em nota divulgada  nesta segunda-feira (13)o a mineradora Kinross anunciou o como uma das medidas de mitigação e prevenção ao Coronavírus (COVID-19), a  a destinação de  recursos de cerca de R$ 2.500.000 (dois milhões e quinhentos mil reais) para o município de Paracatu (MG).

A empresa afirmou ainda que  estáa seis mil kits de testes rápidos para o sistema de saúde pública da cidade.

Além disso, por meio de um termo de cooperação técnica com o município, a Kinross disponibilizou recursos para que a prefeitura possa realizar os exames de identificação e comprovação da contaminação, ou não, pela COVID-19.

Em paralelo, participou de uma chamada pública da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG) para a compra de respiradores para hospitais mineiros, prevendo a destinação de 5 respiradores para a cidade de Paracatu.

A Kinross segue atuando nas ações desenvolvidas em apoio à Secretaria Municipal de Saúde e ao Plano de Ajuda Mútua (PAM), que é coordenado pela Defesa Civil e composto por diversas empresas do município. Nessa frente, a empresa esteve envolvida em doações de máscaras, luvas e álcool em gel, além do empréstimo de equipamentos para ações de controle, como a aferição de temperatura corporal e limpeza de vias públicas com carros pipas.

 

“Como empresa global, que tem como valor as pessoas em primeiro lugar, estamos adotando medidas preventivas em todos os sete países onde atuamos. Em Paracatu, temos como compromisso somar esforços com as autoridades de saúde para mitigar os riscos de contaminação e proliferação do novo coronavírus. Estamos acompanhando as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde e, em consonância às recomendações, realizamos medidas de prevenção e orientação envolvendo empregados e terceirizados”, explica o presidente da empresa no Brasil e gerente geral de Paracatu, Gilberto Azevedo.

 

Medidas internas

As ações de prevenção também foram intensificadas dentro da empresa. O trabalho remoto foi adotado por 30% dos empregados e 50% dos terceirizados. Os demais estão sendo orientados constantemente a manterem distância segura e adotarem hábitos de higiene e proteção com o objetivo de controlar a proliferação do vírus. O refeitório da empresa tem funcionado em horário estendido para distribuir melhor os empregados, evitando aglomerações. As refeições estão sendo servidas em embalagens individuais e consumidas em áreas abertas, mantendo o espaçamento seguro entre as mesas.

 

O Posto Médico da Kinross está preparado para atender empregados que identificarem sintomas do Coronavírus ou que estejam em situação de risco.  A higienização e desinfecção dos refeitórios, banheiros, ônibus, táxis, catracas e corrimãos estão sendo realizadas com maior frequência. As viagens internacionais estão suspensas temporariamente e as interestaduais e intermunicipais limitadas para casos de extrema necessidade. As reuniões presenciais estão sendo substituídas por tele e videoconferências. Além disso, máscaras faciais de tecidos foram adquiridas para distribuição aos empregados e seus dependentes, atendendo a uma orientação de uso feita pelo Ministério da Saúde.

 

Para intensificar as medidas de segurança, a Kinross suspendeu temporariamente o Programa de Visitas e postergou a presença de parceiros e fornecedores de outras localidades.

 

Vacina contra Influenza

A partir do dia 13 de abril, a empresa inicia a campanha de vacinação contra a gripe (vírus Influenza) para os seus empregados. Neste ano, excepcionalmente, esse benefício será estendido aos familiares. A Kinross entende essa ação como uma forma de desonerar o município da responsabilidade de imunizar mais de cinco mil pessoas. Apesar de não ser eficácia no combate ao Coronavírus, a vacina contra a gripe vai contribuir para evitar superlotação de postos médicos e hospitais durante a pandemia.

Fonte: Ideia Comunicação

Foto: Internet